São Paulo -  Parece que Nicole Bahls só quis causar nesta segunda-feira. Após ter feito uma série de revelações sobre sua intimidade e ter virado motivo de chacota entre os peões, a modelo comentou sobre seu antigo trabalho.
“Meu, eles te colocam na geladeira e aí você é obrigado a se demitir”, falou a ex-integrante do “Pânico”, agora na Band, durante a conversa com Vavá no Celeiro.
No entanto, a peoa demorou algum tempo para perceber que estava na geladeira do programa humorístico. “Demorou uns quatro meses pra cair a minha ficha. Chegou a ter um mês inteiro que não aparecia nenhum trabalho”, contou. “Só aí você vê quem são seus amigos”, completou.
Ela também comentou o tanto que sofria durante as gravações da atração. “O que o Bolinha fazia com a gente era coisa absurda”, começou. Sabe aquele frio de ontem, que sai fumaça da boca? Pensa naquele frio, a gente num lago, de biquíni e o Bolinha tomando leite quente na nossa frente e fazia a gente ficar lá. Tipo seis, oito horas de gravação”, falou.
Sobre as ex-companheiras, Nicole falou ainda sobre as declarações de Dani Bolina, que acusou algumas panicats de prostituição. "O que ela falou prejudicou muito. Eu terminei um namoro na época", falou. "A Babi teve problemas com a sogra, ficou chorando, vários dias de cama", continuou. "Tivemos problema com a polícia até", concluiu ela, que disse não entender o motivo das declarações.

Vavá então quis saber qual atração a ex-panicat gostaria de comandar assim que saísse do confinamento e ela já tem em mente um formato. “Quero um programa de auditório para adolescentes”.
Via O Dia